INÍCIO DA FISCALIZAÇÃO DE NOVA LEI DO TRÂNSITO COMEÇA EM POUCO MAIS DE 15 DIAS

FARÓIS ACESOS - OBRIGATORIEDADE21/06/16

Determinação é de que veículos circulem em rodovias com faróis acesos mesmo durante o dia;  equipamentos são importantes mecanismo de segurança e de comunicação

Em pouco mais de 15 dias está previsto o início da fiscalização da mais recente alteração no Código de Trânsito Brasileiro (CTB):  a Lei 13.290, publicada no dia 24 de maio, que determina a necessidade de os veículos trafegarem com farol baixo aceso nas rodovias brasileiras mesmo durante o dia e estabeleceu um período de 45 dias para início efetivo da fiscalização.

O condutor que for flagrado em descumprimento poderá ser multado em R$ 85,13 e perder quatro pontos na Carteira de Habilitação.  Importante a destacar é que lanterna não é farol. Portanto, para não correr riscos é indispensável ao condutor estar atento.

A nova determinação vem para ampliar a segurança nas rodovias, já que manter os faróis baixos acesos, mesmo durante o dia, é importante porque eles ampliam a visibilidade e, com isso, reduzem os riscos de acidentes. Assim como outros equipamentos dos veículos (como a buzina ou as setas), os faróis são instrumentos de comunicação eficazes. Continuar lendo

BRASILEIRO COMANDA ÓRGÃO INTERNACIONAL DE MEDICINA DE TRÁFEGO LIGADO A OMS

MEDICINA DO TRÁFEGO - IMAGEM COM FRASE EM INGLÊS

A Associação Internacional de Medicina do Tráfego – ITMA, entidade médica ligada à OMS, promove o intercâmbio de conhecimentos entre especialistas de todo o mundo, dividindo as recentes novidades em medicina de tráfego, teoria e técnica na prevenção de acidentes de trânsito, segurança viária, primeiros socorros e tratamento médico objetivando redução da morbidade e a mortalidade resultante de traumas em acidentes de trânsito no mundo.

Dr. Jack Szymanski, brasileiro que assumirá a responsabilidade geral da ITMA,  após o mandato do atual Presidente, Prof. Dr. Zheng-guo Wang, da China, que estará na presidência pelos próximos quatro anos. Está presente nas atividades da instituição nos últimos 15 anos. É membro da ABRAMET e Perito da Junta Médica Especial do DETRAN do Paraná. Entusiasta da prevenção, como forma de diminuir indicativos de morbimortalidade, iniciou suas atividades na Medicina do Tráfego após realizar um estudo sobre afastamento do trabalho por doenças e constatou a grande quantidade de acidentes envolvendo motociclistas.       Continuar lendo